Arquivo da tag: lançamento

Considerações sobre a promoção de lançamento do Nokia Lumia em BH

Que a interface do novo Windows 8 Mobile é extremamente inovadora, ninguém duvida. Que os novos aparelhos a serem lançados com esse sistema operacional tem grande chance de serem competitivos, ninguém duvida também. Já a Nokia e Microsoft copiarem (ou pelo menos, tentarem) a estratégia de marketing da Apple para lançamento do novo aparelho, o Nokia Lumia, é de se duvidar.

Lançado na semana passada, entre os dias 22 e 24 de março, chegou ao mercado brasileiro o primeiro celular com novo sistema operacional da Microsoft, o Windows Phone 8. Uma interface que, sem dúvida, vai dar o que falar.

Promoção: compre o novo Nokia Lumia 800 e ganhe um XBox Promoção de lançamento do novo Nokia Lumia realizada sábado (24/03) no BH Shopping, em Belo Horizonte/MG. Foto: http://www.nokiatividade.com

Particularmente, já o conhecia, pois meu irmão trouxe um aparelho HTC dos EUA, no final do ano passado, com Windows. Gostei muito do que vi; é, de fato, um novo conceito em termos de navegabilidade e usabilidade, o conceito impressiona. Integração nativa com os app’s de redes sociais, facilidade de acesso por meio dos “quadros” e ainda um formato de atualização dos app’s (de notícias, por exemplo) que aparecem diretamente na tela principal, sem a necessidade de acessar o app. É realmente inovador, fiquei impressionado quando o vi pela primeira vez. Não tenho dúvidas de que o novo conceito deve gerar moda daqui há alguns anos.

Quanto à Nokia, não há muito a dizer. Os aparelhos dessa marca são muito bons. O maior problema da marca, segundo me disseram, foi o fato da mesma estar “defasada” no que diz respeito ao novo sistema operacional a ser adotado em novos modelos de celulares, ainda trabalhavam com o Symbian, que é um bom SO, mas caminhando para o desuso. Esta foi a forma que a empresa encontrou para voltar ao páreo com tudo em cima, e foi uma boa escolha. Tem tudo para dar muito certo.

Evento de lançamento do Nokia Lumia em Belo Horizonte/MG Onde está o Marcelo? Fila para comprar o Nokia Lumia 800 e ganhar um XBox, de brinde! Exclusivo para os 20 primeiros. Foto: Blog Nokia Atividade (http://www.nokiatividade.com/nokiabrasil-promove-promocao-e-presenteia-com-xbox-os-compradores-do-nokia-lumia-800-pelo-brasil/)A estratégia de marketing para o lançamento do aparelho foi a seguinte: entre os dias 22 e 24 de março (até onde sei), os dois modelos com Windows seriam lançados nas lojas Nokia Store e cada um dos primeiros 20 compradores seriam contemplados com um video game XBox 360. Um brinde, sem dúvida nenhuma, para lá de atraente. Fui avisado na sexta-feira à noite que haveria esta promoção na Nokia Store do BH Shopping. Como estou interessado em adquirir um XBox (e não um Nokia Lumia, embora minha filha esteja, e muito) e nunca havia participado de nenhum evento semelhante, resolvi ir até o Shopping no sábado pela manhã.

Havia várias pessoas aguardando para entrar no Shopping, supus que era por conta da promoção, tratei de garantir um lugar estratégico, que pudesse me garantir uma posição “competitiva” ao sair correndo em direção à loja. Alguns minutos antes das 10h, permitiram a entrada. Só que o segurança demorou uns segundos para sair da frente e deixar-nos subir pela escada rolante, ainda desligada. Foi aquela loucura, sair correndo doidamente pelos corredores do shopping, pulando poltronas até chegar à loja. Os primeiros da fila, inclusive, começaram a se agredir, provavelmente disputando o primeiro lugar (para um nerd, é uma questão de honra). Dois seguranças interviram e o tumulto foi rapidamente controlado.

Os contemplados recebiam uma senha e entravam, um-a-um, na loja para adquirir o celular e ganhar o “brinde”. Foi um processo um tanto demorado, pouco mais de uma hora, ainda bem que levei um livro para ler enquanto aguardava. Entretanto, não percebi muita empolgação dos presentes acerca do celular, eles queriam mesmo era saber do XBox. Alguns que resolveram não entrar na fila, tinham colegas na mesma, como o rapaz que estava na minha frente. Eles perambulavam e sempre apareciam com alguma informação, como, por exemplo, o modelo do vídeo-game, que seria o top de linha.


Momento em que os compradores chegaram à loja Nokia Store

Porém, enquanto aguardava, me toquei de um detalhe crucial: eram dois os modelos que estavam sendo lançados pela Nokia, eu tinha interesse no modelo 710 (o mais barato). Como não tinha ido atrás de mais informações sobre a promoção, intui que o modelo participante seria o 800 (o mais caro). Procurei saber mais e obtive a informação de que era, de fato, o 800 que garantia o XBox. A essa altura do campeonato, percebi que não estaria entre os 20 primeiros, apesar do esforço. Percebi também que os que estavam próximos a mim estavam bem desgostosos com a situação, pois não ganhariam o “brinde”. Foi então que cutuquei o rapaz da frente e perguntei se ele compraria o aparelho e ele respondeu: “Que nada, queria o XBox, esse aparelho não vale o que custa [por volta de R$ 1700 ]”. Um dos colegas desse rapaz (um dos contemplados) apareceu para conversar com ele, meio bravo, disse que se recusou a tirar fotos (cada contemplado era fotografado dentro da loja) e disse “não vou entrar nesse jogo sujo de vocês” aos funcionários.

Por fim, um dos funcionários apareceu e nos disse que os vídeo games tinham acabado. Mas, como estávamos na fila, teríamos direito a comprar os novos aparelhos com desconto, R$ 200 para o modelo 800 e R$ 100 para o 710, a fila desintegrou-se em instantes. Nesse momento, era minha vez de entrar na loja, o rapaz revoltado que estava na minha frente e disse que não compraria o aparelho, entrou, fiquei sem saber se comprou ou não, mas os outros saíram, inclusive eu.

Saí da frente da loja e fui tratar de assuntos mais importantes (leia-se fazer compras no Carrefour). Fui rindo internamente, pensando na desastrosa estratégia de marketing das duas empresas, na qual o brinde da promoção roubou a cena. Os participantes tinham mais interesse no vídeo game do que no celular (independentemente da qualidade do mesmo). Foi como se o celular fosse uma espécie de obrigação para chegar ao principal. Pensei também se o interesse delas teria sido vender apenas 20 unidades do aparelho por unidade participante no Brasil, o que seria bem pouco se comparado ao lançamento do iPhone ou qualquer outro lançamento da Apple, no qual o produto em si já é uma conquista e os lotes dos mesmos são esgotados em pouquíssimo tempo. Difícil comparar. Fiquei imaginando se não teria sido mais interessante ter vendido o XBox e oferecer o celular como brinde, de repente, ou mais unidades de uma versão mais simples do XBox.

De todo modo, a experiência mostra que não adianta saber a receita, o modo de fazer é igualmente importante e, se a estratégia não for bem preparada, o resultado pode ser desastroso, como acredito que foi no caso que presenciei. As duas empresas sabem que o lançamento tanto de um novo celular quanto de um novo sistema operacional não causará tanto alvoroço quanto gostariam, nem fazendo uma promoção com um “brinde” tão generoso como esse. É bem capaz de alguns contemplados optarem por vender o celular e ficar só com o XBox e reaver boa parte do investimento.

Mas, valeu a experiência, a diversão e o alívio de saber que não precisei gastar aquela quantia toda para comprar algo supérfluo num momento em que não preciso (a filhota pode esperar). Só acho que as duas empresas deveriam tomar certo cuidado e procurar estruturar a estratégia de uma forma mais eficiente. Fica a dica.

Mais informações sobre o evento